5 dicas de Tiradentes

por Aline Resende

DSC_2264-Editar

Ah, Tiradentes! Nunca ouvi falar de ninguém que conheceu e não se apaixonou… E não é para menos, essa pequena cidade mineira é charmosa e aconchegante do início ao fim. Lá a gente encontra história, cultura, gastronomia de primeira, lojas lindas com muito artesanato local, paisagens maravilhosas, moradores simpáticos e sempre solícitos, entre outras coisas que também poderiam facilmente entrar na lista.

DSC_2305-Editar-Editar

Toda vez que eu vou, descubro algo novo e me encanto ainda mais, por isso, resolvi fazer essa lista com dicas que me ajudaram a encontrar o melhor da cidade na minha última visita:

 1- Restaurante Tragaluz

Esse restaurante é o mais famoso e o mais querido de Tiradentes. Eu nunca fui, mas toda vez que vou, ele me é recomendado. Da próxima visita não passa!

Trata-se de um restaurante com gastronomia fina brasileira de ingredientes mineiros, servida à luz de velas em casa colonial requintada. O local é elogiado por ter um ambiente lindo, pratos deliciosos e internacionalmente reconhecidos (uma das sobremesas já saiu até no NY Times).

Sei que os valores dos pratos são mais altos, mas se tiver a oportunidade de investir em uma boa experiência, vá que a satisfação é certa!

2-  Pôr do sol no gramado da Igreja São Francisco de Paula

No alto do morro em frente à Igreja tem-se a melhor vista para o Centro Histórico com a Matriz de Santo Antônio ao fundo. Assistir ao pôr do sol lá é espetacular.

3- Passear nas ruelas que desembocam na Matiz de Santo Antônio 

Nessa minha última visita à cidade, eu estava passeando sozinha na cidade, e fui subindo a pé do centro da cidade até a Matiz, e foi muito legal ter podido curtir todos os elementos do caminho, as casas, portas, janelas, arvores, muros de pedras, flores… A melhor coisa de Tiradentes é descobri-la sem pressa e com sensibilidade.

4- Fábrica de Chocolates Puro Cacau 

Lá está instalada um cafeteria bem mineira, ótimos cafés e o atendimento é feito sempre com atenção e muito carinho. Lá também, tem a Sorveteria Alento e seus sorvetes artesanais deliciosos. Destaque para o de Doce de Leite, Manjericão e Bolo Búlgaro.

5- City Tour Becos e Bosques 

 Essa última dica, foi meu pai quem me passou, na última vez em que estive em Tiradentes, porém, eu não consegui fazer porque estava com o tempo muito contado, mas ele fez e adorou.

Esse City Tour é feito por um historiador que faz uma caminhada pelos becos e bosques da cidade, contado historias e curiosidades sobre cada cantinho pelo qual a gente passa. Papai disse que é uma riqueza cultural e histórica a parte e que vale muito a pena para os curiosos e apaixonados por historia, como eu e ele : )

Ele me entregou um panfleto com as informações há um tempo, então, pode ser que os preços e condições tenham mudado. Mas as informações dele são que o valor é de 25 reais por pessoa, com duração de 2 horas de passeio. Os passeios feitos de 10 as 15 hrs e o telefone de contato é o 31 3355-1811| 9967-9665

DSC_2286-Editar-Editar

DSC_2340-Editar-Editar

DSC_2356-Editar-Editar

Fotos: Aline Resende

Espero que tenham gostado e aproveitem as dicas!

Até a próxima!

O melhor do carnaval de BH 2017

por Aline Resende

Eu sei que estou um pouco atrasada, mas espero que ainda dê tempo de dizer que andei errado e eu entendo  , entretanto, todavia, mas, porém (tô engraçadinha e musical hoje, hein)  ainda está em tempo de mostrar o que teve de mais lindo no carnaval de rua da minha beagá.

Gente, foi lindo demais!!! Em vários momentos eu fiquei super emocionada. As ruas foram tomadas por cores, fantasias, alegria, música e os blocos estavam muito politizados, carregando bandeiras de lutas sociais, de inclusão, campanhas contra assédio e machismo, entre outras pautas tão importantes que foram muito bem difundidas. Foi o carnaval do brilho e do amor!

 DSC_1331-Editar-2

 

DSC_1333-Editar

 

DSC_1347

 

DSC_1351

 

DSC_1358

 

DSC_1373-Editar

 

DSC_1376

 

DSC_1381-Editar

 

DSC_1383-Editar

 

então-brilha

Então Brilha!

Fotos: Aline Resende

 

Agora vamos as fantasias:

carnaval

Barbara Dufer foi o corvo negro mais lindo que já vi na vida!

 

brilha

Carol, nossa colunista, brilhando mais que o sol no…advinha? Então Brilha!

 

então-brilha

Mayra Decicino de rosa e dourado – cores também do Então Brilha

 

unicornio

Lí, nossa colunista, de unicórnio Dark

 

Paulinha

Paulinha abacaxi e seu super homem

 

Agora, vamos as minhas:

carnaval

Uniformizada de rosa e dourado pro Então Brilha

 

então-brilha

close no brilho

Frida-kahlo

Frida Kahlo pro Bloco Cortejo do Abacaxi

 

jazz

jazz mood pro Bloco Magnólia

 

Jazz II (1)

 

Surviver

Survivers  pro Bloco Garotas Solteiras, que aliás, tem como hino inicial “I will survive”

 

marinheira

Marinheira pro Bloco Camarim

 

Marinheira

 

A gente tá melhorando a cada ano, hein? Como é bom brincar de carnaval! Foi um brilho só!!

Até ano que vem, foliões!

O Café da manhã do Graciliano

por Aline Resende

Essa semana foi especialmente gastronômica para o Casa de Relíquias. Na manhã do último sábado nós participamos de um café da manhã oferecido pelo Graciliano à convite do Blog “Coisas de Mineiro”.

O open de Café da manhã é R$ 24,90 por pessoa e inclui todas as opções do buffet, sendo ele composto por sucos, leite, café, pães, bolos, tortas,doces, quitutes, ovos, bacon, torradas, salada de frutas, iogurte, pães de queijo e outros. Nem preciso dizer que vale muito a pena tomar um café da manhã super completo e saboroso como esse, né?

Dá uma olhada nos registros que fiz dessa manhã delícia:

graciliano-savassi

 

cafe-da-manha

 

salada-de-fruta

 

salada-de-fruta

 

ambiente-graciliano

 

ambiente-graciliano

 

café-da-manha

 

ambiente

 

ambiente

 

ambiente-graciliano

 

xícaras

 

buffet-cafe-da-manha

 

quitutes

 

doces

 

menu-do-dia

O Graciliano fica na Rua Orange, 67, São Pedro, Belo Horizonte, Minas Gerais.

Obrigada Graciliano e “Coisas de Mineiro” pelo convite!

Fotos: Aline Resende

 

Diário de viagem – New York- Bryan Park

por Aline Resende

Continuando o diário de viagem de New York, retomo nosso ponto de partida – O Grand Central Terminal, que foi o primeiro local que visitamos ao chegar na Big Apple. Se você não leu essa matéria – clique no link abaixo:

http://casadereliquias.com.br/viagens/diario-de-viagem-ny-a-grand-central-terminal/

Pois bem, ao sair do Grand Central fomos até o Bryant Park – um parque lindo e harmônico em meio a vibrante cidade de Nova York.

Estar no Bryant Park me trouxe a sensação de estar num parque de Paris, mais especificamente no Jardin du Luxembourg que é o meu preferido na capital francesa.  O fato de estarmos visitando o local em plena primavera fez com que tudo ficasse ainda mais bonito e especial, com todas aqueles canteiros repletos de flores típicas da estação. Entre as várias atividades que podem ser realizadas no Bryant Park, além de sentar ao sol , ler um jornal ou simplesmente apreciar o tempo e as pessoas, estão também –  jogar xadrez, ping pong, fazer um piquenique  ou assistir a filmes que são exibidos no telão à noite. Trata-se de um parque pequeno, mas por isso mesmo, muito aconchegante e charmoso, é interessante estar num local de natureza tão bonita em meio aos imponentes prédios de NY.

Bryant Park

Bryant Park

nyc

Bryant Park

Bryant Park  ny

Bryant Park new york

Bryant Park - nyc

predios ny

flowers Bryant Park

O Bryant Park está localizado ao lado da Biblioteca Pública, numa região quase central da ilha de Manhattan. O endereço é:

Entre 40th e 42nd Streets & Fifth and Sixth Ave, Nova York, NY 10017.

Fotos: Aline Resende

See you next,

Aline Bryant Park

Diário de viagem – Califórnia – San Francisco – Alamo Square e Painted Ladies

por Aline Resende

No nosso segundo e último dia em San Francisco, nossa primeira parada foi na Alamo Square, onde há uma pracinha super linda que fica no alto de Hayes Valley, onde também estão localizadas as Painted Ladies, uma fileira de casinhas coloridas em estilo vitoriano.

Painted Ladies

Um pouco de história 

Painted Ladies (Madame Pintadas) é um termo arquitetônico que se refere à casas de estilo Vitoriano, pintadas de três ou mais cores, de modo a ressaltar seus ornamentos. As Painted Ladies mais famosas de San Francisco são essas da Alamo Square, porém, existem várias delas espalhadas pela cidade. As da Alamo Square foram construídas entre 1892 e 1896  e são hoje, juntamente com a Golden Gate Bridge, símbolos da cidade. Todas essas casinhas que existem hoje em San Francisco sobreviveram ao terremoto de 1906 e ao grande incêndio que destruiu grande parte da cidade.

Alamo Square

Detalhe das casas no caminho que fizemos a pé até a Alamo Square

alamo square

 

Alamo square

 

alamo square

 

Praça

 

Painted Ladies

 

Painted Ladies

 

Painted Ladies

 

Curiosidades

A famosa linha mundial de casas na Steiner através de Alamo Square Park raramente vêm ao mercado. De acordo com os registos de propriedade, as vendas mais recentes para duas, das sete irmãs, foram em 2001. Uma delas, já foi vendida no ano de 1993 por por US $ 575.000. Construída em 1894, ela possui 5 quartos, dois banheiros e estava sendo vendida por US $ 2.295.000. Algumas das singularidades dessa casa são: detalhes requintados vitorianos, como luminárias, suportes, medalhões, janelas de sacada, guarnição em folha de ouro, uma abundância de lambris, tetos altos e molduras por toda parte. O quintal tem árvores de pau-brasil e grandes samambaias austríacas.

DSC_4283

O melhor horário para visitar a Alamo Squere e conhecer as Painted Ladies é no final da tarde porque o pôr do sol resulta numa luz incrível nas casinhas e como o ponto é bem alto, dá para se ter uma vista linda de vários pontos da cidade. Nós fomos no horário da manhã porque iríamos para NY no final da tarde, mas a visita não deixou de ser memorável. Além disso,  a praça é uma delícia e ótima para fazer um piquenique.

Para ir até lá você pode pegar o ônibus 21 no ponto da Market St & Grant Ave na Union Square e descer em frente a Alamo Square. Você também pode ir caminhando e apreciando a arquitetura e as casas das ruas de San Francisco como eu e papai fizemos. Para isso, procure se informar com um mapa qual o melhor caminho de onde você estiver. Aproveite!

Fotos: Aline Resende