Desconecte-se!

por Aline Resende

cd768949869d95084a3bc5c6e8a0910c

Eu acordo, ainda com os olhos semi abertos checo a hora no celular. Desbloqueio e verifico as notificações. Whatsapp. Muitas mensagens. Abro e vejo alguma que possa ser mais urgente.  Olho o instagram. Só então me levanto, toma um banho, passeio com meu cachorro, tomo café da manhã, me sento ao computador e vou checar todas as outras redes. Email, facebook, twitter e instagram do CDR.

É bem louco pensar no quanto a tecnologia avançou em poucos anos. Eu tenho apenas 28 anos e vi o computador ser lançado como uma grande novidade, aqueles bem grandes que ficavam amarelados com o tempo e a gente tinha que proteger com capas plásticas. O que tinha de entretenimento era o paintbrush, os joguinhos e a possibilidade de escrever coisas no word. Só depois veio a internet. Discada. E eram horas tentando se conectar. A rede caia. Mas a gente amava aquilo. O wifi veio para democratizar a coisa toda. E aí os iphones e androides finalizaram o acesso irrestrito. Hoje, temos praticamente toda informação e ferramenta para resolver sobre o nosso dia bem no quadradinho em nossas mãos. Lá a gente verifica como está o tempo, olha o caminho que faremos para chegar à qualquer lugar, conversamos com amigos, familiares, clientes, namorados e maridos de qualquer parte do mundo, fazemos transações bancárias, verificamos a classificação do restaurante onde pretendemos almoçar e por aí vai. Quase tudo pode ser resolvido na palma das nossas mãos.

Avançamos? Sim, avançamos. Acredito demais na importância do desenvolvimento da tecnologia como forma de facilitar a nossa vida. Mas claro que existe a contrapartida. Não é novidade dizer que estamos mais próximos virtualmente e mais distantes na vida real. Vivemos mergulhados com as mãos e olhos na tela do celular e estamos nos esquecendo de olhar em volta. Olhar o céu, reparar na lua, observar as pessoas e lugares…

É por isso que eu, como uma pessoa que vive conectada, até mesmo por trabalhar com isso, tenho feito algumas pequenas mudanças para não me tornar escrava da rede. Decidi então, compartilhar aqui coisas que ando fazendo e que tem me ajudo muito:

1- Deixar o celular no silencioso

O meu celular não toca nem vibra. Eu não costumo receber ligações telefonicas porque decido tudo por whatsapp. Escolho alguns momentos do dia para checar a tela, e se tiver alguma ligação, eu retorno.  Caso alguém esteja para me ligar, me avisam por whatsapp e eu fico atenta à tela, ou coloco no alto só até a ligação ser feita. Meu celular vive no silencioso há alguns anos e funciona super pra mim.

vicio-tecnologia

2- Desativar as notificações da tela

Não adianta deixar o celular no silencioso e ter a tela piscando mostrando que chegou mensagem O TEMPO TODO. Vejo muita gente se sentar para conversar com alguém numa mesa, deixa o celular no silencioso, mas a tela fica mostrando que chegaram mensagens. Tanto o dono do celular, quanto o não dono de celular acabam se distraindo e é bem desagradável.

Eu tenho mania de verificar a hora pelo celular e às vezes abro para resolver coisas nas quais não se incluem conversar com alguém. Se tiver na tela, uma parte de uma mensagem ou conversa, a gente acaba ficando curioso, ou se preocupando e acabamos por abrir a mensagem. Por isso, não recebo notificação nenhuma na minha tela. Quando quero verificar as mensagens, eu abro o app para ver. Fazer essa mudança mudou minha vida.

vicio-tecnologia-5

3- Se não puder responder, não leia.

Tenho que me segurar para não falar sobre esse item com emoção porque tenho PAVOR de gente que lê mensagem com alguma pergunta e não responde. Tremenda falta de educação. Para mim, é como você estar sentada numa mesa com alguém, fazer uma pergunta e a pessoa te ignorar.

- E então, que horas iremos jantar hoje?

(barulhos de grilos)

Por isso, existe, claro, a opção de desabilitar a notificação de leitura. Muita gente não faz isso porque tem curiosidade de ver quando as outras pessoas leram as mensagens delas. Por isso, eu digo, se você não pode responder no momento, não leia. Segure a curiosidade. As leis de boa convivência agradecem. E minha paciência também.

visualizar-e-não-responder

Estamos esperando até hoje.

 

meme

Acho justo

 

4- Quando estiver em eventos, encontros e festas largue o celular.

Eu sou fotógrafa e gosto demais de fotografar tudo à minha volta. Por isso, já me eduquei para pegar o celular e clicar tudo que eu quero e em seguida, guardá-lo na bolsa e curtir o momento sem me lembrar dele.

99fde8b6466d630afb586d25f041161f

5- Olhe em volta, repare nos detalhes, escute a música, veja as pessoas.

Esse último item é um clichê necessário. Gente, fico assustada quando vejo que as pessoas não reparam nos detalhes, não enxergam os outros e não sentem o momento de forma intensa.  A vida é tão cheia de coisas lindas, pelas quais devemos ser gratos. Coisas simples como o céu (não me canso de falar isso porque sou apaixonada por ele) , a lua, o entardecer, os detalhes dos lugares, os sons… Não vamos nos esquecer do que realmente importa.

Use a tecnologia a seu favor, seja grato, tenha sensibilidade e você vai ver que VIVER ainda é a melhor parte da vida.

abb8c69efa9165b36c055a2293dba770